sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Poema a Leon.




Pequenino, Ainda não pude contemplar-te a face, mas em meu íntimo, desenhei teus contornos! Ainda não descobri a cor que emana de teus olhos, Mas para mim, eles já foram pintados e eu ja beijei-te as palpebras! Ainda não sei a tua cor, Mas já posso colori-la em mim! Ainda não contei teus dedinhos, Mas já seguro as tuas mãos! Ainda não ouvi o timbre da tua voz, Mas desde agora, já atendo teu chamado! Ainda não te peguei no colo, Mas desde o primeiro momento, te trago no ventre, te guardo no peito. Novembro, 12, 2010. Ao meu amado Leon.

5 comentários:

  1. QUE LINDO !!!ESTAVA MESMO INSPIRADA Ñ ?
    BJS

    ResponderExcluir
  2. muito lindo Débora...
    saúde sempre e força pra vencer,
    xero

    ResponderExcluir
  3. Q emocionante,Parabéns!
    Lindo nome (Leon).
    felicidades p os três...
    Bjs
    Rose-CPS-SP

    ResponderExcluir
  4. É um belo poema para o seu filhinho.

    adorei

    ResponderExcluir