domingo, 8 de agosto de 2010

Um dia de homenagem

Permitam que eu me utilize da data capitalista para prestar homenagem ao meu pai. Tá bom, "dia dos pais é todo dia", então hoje também é. Quem estiver descontente ou incomodado, retire-se em silencio. Ou falando. Sei lá. Liberdade...



O homenageado a seguir merece páginas e mais páginas de poemas, prosas e canções. Mas, como sei que um dos meus irmãos fará uma poesia, me encarregarei de uma bela prosa. Opa, melhor não prometer... o homenageado aqui é um amante das letras e literaturas. Ah, acho que ele vai me dar um desconto... rsrsrs

Ao pensar em que palavras utilizar para tentar mostrar o quanto ele é especial, fiquei perdida. Será que relatar fatos ocorridos há muito tempo ou recentemente deixariam claro que eu lembro de cada vez que ele me ajudou a levantar, a aprender, a chorar? Será que se eu disser que as vezes que ele me pegou na mentira ele foi além de pai, um amigo, deixaria claro o quanto sou grata por seus ensinamentos? Não sei. Vou arriscar.

Pai, primeiramente gostaria de dizer que nada poderia ser melhor para minha vida do que ter sido criada por você. Quando somos crianças não entendemos muito bem as coisas e eu sempre me perguntava porque meu "progenitor" havia desaparecido... mas ao mesmo tempo, eu gostava porque estava morando na casa mais doce do mundo com dois vovôs que faziam de tudo para nos agradar. Minha vó com seu jeito mais reservado, mas muito amorosa. E você com seu derretimento todo... aguentando muitas vezes desaforos que não eram necessários ou merecidos.

A partir deste principio, quero agradecer.

Agradecer os sorrisos assistindo filme, preparando pizza magrela, comprando coca-cola (que vc ADORA), conhecendo suas piadas recém-inventadas. Os sorrisos são inúmeros, não cabem aqui.
Agradecer os corretivos que você deu. Os presentes, os sorvetes, as brincadeiras na praia...você nunca se rendeu ao cansaço e não brincou com a gente. NUNCA que eu me lembre.
E agradecer por você continuar cuidando de mim. Assim, atencioso, carinhoso, presente! É tão bom saber que existe alguém que te ama com todo amor que é possível. Você não acha? =)

"Eu fui criada por um homem que me ensinou honestidade, que me mostrou que encontrar R$1,00 no estacionamento do prédio e devolver para o porteiro é uma atitude que só vamos entender muito depois. Fui criada por um homem que abdicou de sua vida de confortos para se endividar de amor por quatro filhos que nao eram seus, mas tornaram-se seus. Fui criada por um homem que chamo de avô, mas amo como pai."
Te amo vô. Amo desde criança, quando chorava porque voce brincava de mergulhar com os meninos e eu queria que fosse só comigo. Amo desde que você levava a gente na bica, nos parquinhos de diversão. Amo desde o "navio": vocês DOIS deitavam e acordavam com 4 crianças espalhadas na cama.

Obrigada por ser meu pai, por ser meu amigo. Por sempre ter dado abertura de conversarmos sobre tudo e todos. Te amo hoje e sempre.

3 comentários:

  1. COMENTÁRIO...passei aqui pra dizer que assino embaixo!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Lindíssimo e emocionante, BOLOTINHA...bolota florida?
    Beijos - te amo!
    Tia Liza

    ResponderExcluir